Desafio BR-101: o fim é o começo de uma linda história de solidariedade

Rosi de Melo e Roberto Carvalho completam com louvor o Desafio BR-101 com quase 5 mil quilômetros de pedalada arrecadando doações para mais de mil crianças

Filme produzido pela @Specializedbr

Após 31 dias na estrada para percorrer os 4.765 quilômetros da Rodovia BR-101, somando mais de 500 horas em cima da bike, o casal Rosi de Melo e Roberto Carvalho realizou um sonho: cruzar o país de Norte ao Sul e aindaajudar 1.150 crianças carentes de três instituições em Campo Grande (MS), cidade natal dos ciclistas e em Guiné Bissau, na África.

“Não foi fácil, bem difícil mesmo; pois o desafio não era só acordar todos os dias e pedalar, o desafio também foi no relacionamento, nas diferenças; desafio em negociar com seu corpo; desafio de focar no objetivo e não desviar dele, dizer não para as possibilidades de conhecer melhor os lugares incríveis que passamos… Mas foi gratificante ver o quanto podemos fazer quando nos colocamos nas mãos de Deus,” comenta Rosi, idealizadora do projeto.

“O sentimento de completar a maior aventura de minha vida é uma mistura de emoções e de pensamentos: um misto de gratidão e alegria. Lembrei das palavras da dona Lila no início da viagem: “vocês estão realizando o sonho de muitos que moram no extremo da BR 101, cruzar de ponta a ponta”! comenta Rosi, que sempre teve a bicicleta em sua vida, inspirada pelo avô. A experiência será lembrada pelo resto da vida: “Completar o Desafio BR-101 é um sentimento de superação pessoal e alívio de missão cumprida. A lição que aprendi é ajudar o próximo independentemente das causas ou motivos, sem julgar,” pondera Roberto sobre a solidariedade, carisma e o apoio das pessoas que cruzaram pelo caminho.

Já em Campo Grande (MS), a bibliotecária Rosilene ainda reflete: “a lição que fica é que nada é impossível ao que crê, tudo é possível quando sonhamos juntos com outros,” diz.

O início no Nordeste

‘Um sol para cada um’ é uma expressão corriqueira para quem vive no Nordeste do país onde as temperaturas altas e os ventos fortes abafados desafiam qualquer um. Principalmente para os ciclistas que não estão acostumados com a região, como foi o caso da Rosi e Roberto que logo no início precisaram recalcular os trajetos planejados por várias vezes para conseguirem-se manter dentro do cronograma de viagem.

“Toda a passagem pelo Nordeste foi especialmente surpreendente. O povo é muito carismático e hospitaleiro. E nem imaginávamos quanta serra havia por lá, além do forte calor que nos desafiou a cada dia”, relembra Rosi.

“A dificuldade do percurso diário, calor intenso e umidade do ar foram grandes adversários no dia a dia do pedal, desgastando muito nos 100 a 150km que pedalamos em média, equivalendo a 200 a 300km rodados em nossa terra (Campo Grande/MS)” comentou Roberto.

Colocados à prova!

Outro momento decisivo do Desafio BR-101 aconteceu já na região Sudeste após mais de 15 dias de pedal, quando a pedalada recebeu a participação das novas integrantes, Thaís Gisele Torres Catalani e Adriane Dias Barbosa que juntaram-se ao casal nos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, respectivamente.

“Tive um estresse muscular por causa do esforço acumulado, lesão nos punhos decorrente ao síndrome do túnel do carpo e corpo todo inchou, precisei ficar uns três dias em repouso pra retornar,” conta Rosi que já tinha sofrido um tombo na região das serras próximas a Praia de Maresias, no litoral paulista, além da superação do medo de altura por passar em ciclovias cariocas suspensas sobre o mar, túneis barulhentos e escuros, devido a labirintite… ainda sim, seguindo pedalando até Santos com muita dor.

“Em todos esses momentos vi o quão importante é ter uma pessoa que é parceira, te apoia, companheira que mesmo podendo ir, prefere esperar e te ajudar pra chegar junto, penso que este é o verdadeiro espírito esportivo”, diz Rosi.

De Santos (SP) a Curitiba (PR), Rosi e Roberto seguiram de ônibus, enquanto as novas integrantes seguiram pedalando o trajeto rumo ao sul do país. “Passei o dia 24 de dezembro na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Curitiba, onde fiz um tratamento para recuperar e conseguir continuar pedalando,” explica Rosi. 

‘Reta final’

O reencontro do ‘quarteto fantástico’ aconteceu em Balneário Camboriú (SC), em que pedalaram juntos nos dois últimos Estados do Sul do País, no entanto, as dificuldades não pararam, muita chuva, trânsito tenso, outra queda da Rosi. No penúltimo dia, o Roberto pedalou com dores de cabeça intensa e pra finalizar o último dia do Desafio, Rosi sofreu uma intoxicação alimentar, com vômitos e diarréias durante todo o dia e faltando 90 km pra encerrar ela ainda foi mordida por um cachorro! 

“Minha reflexão é quão importante se libertar dessas amarras sociais, sair da zona de conforto e se aventurar, conhecer a diversidade de pessoas, viver o seu dia a dia, conhecer um pouco do meu país, um dia, trinta dias, um ano, não importa, aventure-se!” diz Roberto.

“Pedalando por este Brasil, conheci e vi quantas pessoas boas existem por aí, que fazem o bem sem nada em troca. No ciclismo fazemos uma conexão com um estranho, que se torna amigo de longa data. Deus moveu pessoas pra nós ajudar e apoiar em situações que não esperávamos nada de ninguém. O Desafio da BR 101 pra mim, foi uma conexão intensa com o amor ao próximo,” completa Rosi.

Dados finais:

  • Valor total arrecadado: 😃 R$2.839 (AME) + R$8.809 (conta PJ) = R$11.648 (até 15/01)
  • Total pedalado pelos integrantes do projeto: 4.825km (adicionando trechos extras e estradas mais seguras indicadas por amigos e ciclistas)
  • Total pedalado pelo casal: 4.150km* (Percurso que não pedalamos devido aos imprevistos: saúde, integridade física e condições climáticas).
  • Dezenas de reportagens e artigos publicados em mídias de todo país
  • E o belo filme: “Desafio BR-101: o inesperado muda vidas’ produzido pela Specialized Brasil (acima).

Ainda dá tempo de fazer sua Doação!

Para participar dessa corrente do bem você pode doar qualquer quantia através do aplicativo AME: https://www.ame.plus/pague/46MWFjEsmNlbmdAqhtpMjB

Ou via PIX na conta bancária jurídica do Desafio da BR 101:

  • Rosilene de Melo Oliveira ME
  • CNPJ: 29.761.787/0001-96
  • Banco Bradesco
  • Agência: 1387
  • Conta Corrente: 42233-9

Os valores arrecadados serão divididos e doados integralmente a três instituições: 

Agradecimentos!

“Sonho que se sonha só, é um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade” como diz a música Prelúdio de Raul Seixas, por isso o Desafio BR-101 contou com o imensurável apoio de parceiros, amigos e familiares, com dedicatórias especiais de Rosi à:

– Roberto, meu galático predileto;
– Thaís, minha triatleta predileta;
– Adriane, pessoa forte e alegre;
– Deus que moveu muito mais que imaginávamos, encaminhou:
– Os empresários patrocinadores: PHARMACENTER MS, Rabugento Bikes, Ótica Itamaraty, Ciclo Reis, Ciclo Alemão, Delvanir Estradeiro, Ciclo Tamandaré, Bike na Mídia;
– SPECIALIZED Brasil que nos abraçou de uma forma surpreendente, nós proporcionando pedalar de Norte a Sul do Brasil com as bikes Diverge.

E todos os parceiros que nos acolheram e apoiaram por onde passamos pelas estradas de Norte a Sul do Brasil. Nossa gratidão eterna por todos que acreditaram nessa aventura beneficente!

Dia a dia: Resumo do percurso, cidades e amigos pelo caminho

Dia 31/11 – Touros (RN) – Pousada Urca do Tubarão, Bamboreca, Edson, Lila, Bráulio, Leão
Dia 1/12 – Parnamirim (RN)- Polly, Márcio e Laércio
Dia 2/12 – Goiana (PE) – Pousada – Dedo, Grupos Espartanos, Irmãos do MTB e Papaléguas.
Dia 3/12 – Escada (PE) – Pousada Boa Esperança, Fábio, Esmeraldo e Pedal da Madrugada.
Dia 4/12 – São Miguel dos Campos (SE), Pousada
Dia 5/12 – Propriá (SE) – Pousada
Dia 6/12 – Santo Amaro das Brotas (SE), Wagner do Projeto Pedala Brasil da SPECIALIZED Brasil, Hugo e Breno.
Dia 7/12 – Cristinápolis (SE), Pousada Evellyn, Débora e Sidney, Cachorrão do CBC e Brás.
Dia 8/12 – Alagoinhas (BA), Pousada
Dia 9/12 – Gandú (BA), Pousada
Dia 10/12 – Itabuna (BA) – Pousada
Dia 11/12 – Eunápolis (BA) – Hotel PortoNápolis. Urbino Brito, Beto, EunaMTB, TV Santa Cruz e muitos outros.
Dia 12/12 – Teixeira de Freitas (BA) – Pousada
Dia 13/12 – Pedro Canário (ES) – Renilda e Márcio
Dia 14/12 – Vitória (ES) – Genilda e Alécio
Dia 15/12 – Itabapoana (RJ) – Pousada
Dia 16/12 – Rio das Ostras (RJ) – Pousada
Dia 17/12 – Itaipuaçu (RJ)- Ed Bike (Araruama RJ) e tia Raquel
Dia 18/12 – Itaipuaçu (RJ) – esperando a Thaís
Dia 19/12 – Conceição de Jacareí (RJ) – Pousada
Dia 20/12 – Paraty (RJ) – Lenir
Dia 21/12 – Caraguatatuba (SP) – Pousada – chegada da Adriane
Dia 22/12 – Boiçucanga (SP) – Pousada
Dia 23/12 – Santos (SP) – Pousada da Praia – Embarcamos pra Curitiba, devido a problemas de saúde da Rosi 
Dia 24/12 – Curitiba (PR)- Juliana Yule, fisioterapeuta (Meninas: pedalaram até Santos-SP a Cajati-SP)
Dia 25/12 – Curitiba (PR) – Estresse muscular (em recuperação)
Dia 26/12 – Curitiba (PR) – (em recuperação) Ivo da Pedale Bike parceira da SPECIALIZED Brasil.
(Meninas: pedalaram Joinville-SC a Balneário Camboriú-SC)
Dia 27/12 – Balneário Camboriú (SC) a Palhoça (SC) – Hotel Slaviero – reencontro do Quarteto Fantástico, Nataniel Giacomozzi, Família Gigante.
Dia 28/12 – Jaguaruna (SC) – Hotel Guerra – Família Gigante.
Dia 29/12 – Osório (RS) – Hotel
Dia 30/12 – Mostardas (RS) – Pousada.  Família da Adriane.
Dia 31/12 – São José do Norte (RS) – Pousada Carinha – Família Gigante.

Sobre a Specialized
A Specialized foi fundada em 1974 por ciclistas, para ciclistas. Com base no norte da Califórnia, seu foco está nas necessidades dos praticantes, produzindo produtos funcionais e tecnicamente avançados, que fornecem um benefício de desempenho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s